Escolas Parceiras

Nesta área, disponibilizamos para você, parceiro do Sistema de Ensino Poliedro, alguns materiais de apoio para a retomada das aulas presenciais em sua unidade.

• Artes de adesivos para sinalizar a sua unidade - faça o download no MKT 365

Abaixo, veja as principais recomendações do HC para instituições de ensino

A maioria dos países mudou a maneira como as escolas funcionam. Essas mudanças incluíram a redução do tamanho das turmas e o aumento da distância física entre os alunos. Muitos países preconizaram horário de entrada e saída escalonado ou criaram turnos alternados de estudantes para permitir o distanciamento social nestes momentos.

Alguns exemplos

A Dinamarca foi o primeiro país europeu a reabrir escolas. Limitou-se o número de classes e implementadas outras medidas de distanciamento social. Os estudantes com menos de 12 anos foram os primeiros a retornar, pois as autoridades entenderam que essa faixa etária apresenta menor risco à saúde, necessita de supervisão maior e recebe menor benefício do aprendizado virtual em comparação ao dos estudantes mais velhos.

Na Alemanha, a reabertura foi dada para estudantes mais velhos e criados turnos alternados, com no máximo 10 alunos por sala de aula. Em contrapartida, em Israel houve relato de surtos nas escolas.

Principais medidas para a promoção do distanciamento:

• rotinas de revezamento dos horários de entrada, saída, recreação e alimentação;
• monitoramento/suporte na entrada dos alunos com monitores e inspetores;
• número reduzido de alunos por sala com reorganização das carteiras para manter espaçamento de pelo menos 1,5 metro;
• demarcação de distanciamento com adesivos no piso de corredores e demais áreas de acesso e circulação;
• mapa de sala com demarcação de distanciamento entre as carteiras - salas de aulas organizadas para manter o espaço fixo de distanciamento entre os alunos;
• informativos com recomendações em sala de aula: não permitir a troca de lugares, respeitar as demarcações, evitar contato social com colegas e professores;
• readequação dos espaços e demarcação das mesas e cadeiras a serem usadas nas cantinas e nos refeitórios.

Medidas de intensificação de limpeza e ventilação dos ambientes:

• rotina intensificada de limpeza dos espaços e uso de materiais e produtos específicos, higienização constante das superfícies de contato comuns (corrimão, maçaneta das portas etc.); desinfecção das mesas e cadeiras;
• remoção dos braços das catracas para evitar contato;
• disponibilização de kits de limpeza e desinfecção para todas as áreas de atendimento e departamentos, para que cada um reforce a limpeza da sua mesa e demais equipamentos de uso pessoal;
• renovação do ar com portas e janelas abertas.

Uso de máscaras:

• orientação para utilização durante toda a permanência na unidade e ser trocada quando úmida.

Medidas para promover adesão à higiene das mãos:

• disponibilização de álcool em gel em todos os setores da unidade, inclusive nas entradas;
• instalação de mais suportes de sabonete e de papel toalha.

Cuidados com alimentação e água:

• recomendação de uso de copos e garrafas individuais;
• disponibilização de bebedouros apenas para abastecimento das garrafas.